Parecia brincadeira de crianças, mas a verdade é que miúdos e graúdos visitavam os vários pavilhões da Exposição de Lisboa de passaporte na mão: todos queriam reunir o maior número possível de carimbos. Um passaporte muito especial, a transbordar de memórias.

Este passaporte serviu de inspiração ao hotel Tryp Oriente que, numa homenagem à Expo’98, criou um painel gigante com carimbos, colocado no espaço de restauração da unidade. Uma viagem no tempo. E pelo mundo.